Vantagens e desvantagens de subcontratar a armazenagem

A opção de confiar a terceiros a realização de algumas operações, como a subcontratação da armazenagem, pode ser económica e coerente com a procura de uma melhor produtividade global na cadeia logística.

Antes, esta opção era dificultada pela ausência de parceiros especializados e competentes, contudo, hoje em dia o mercado já está melhor a este respeito, sendo fácil encontrar um parceiro que faça face às necessidades e exigências de cada empresa.

Vantagens

Existem muitas vantagens e desvantagens decorrentes do processo de subcontratar a armazenagem. A subcontratação não deverá ser vista como solução de recurso, mas como uma opção estratégica definida pelos gestores, com vista à melhor afetação dos capitais disponíveis para investimentos em áreas crítica do negócio, por exemplo.

De facto, quando uma empresa toma esta opção de subcontratação, fá-lo com o objetivo de delegar as missões que não correspondem à sua função essencial, para as que não é a melhor qualificada ou equipada.

Analisando as vantagens e desvantagens de subcontratar a armazenagem, surgem logo benefícios que um fabricante pode aproveitar, como a economia de investimentos especializados. Quer isto dizer, que no caso dos gastos com armazenagem não serem estratégicos para o negócio, o recurso à subcontratação é uma estratégia adequada, isto porque um prestador de serviço especializado tem, em regra, maior capacidade financeira para investir em meios técnicos e humanos.

A economia de competências é outro benefício. Os prestadores especializados estão melhor posicionados para apreciar as evoluções tecnológicas em curso na área da logística. Esta opção de subcontratação também traz a redução de custos logísticos, pois poderá ser obtida pelo aproveitamento de economias de escala e ganhos de produtividade.

A considerar nas vantagens e desvantagens de subcontratar a armazenagem é a flexibilidade que apresenta, pois este recurso assegura maior possibilidade de escolha da localização dos armazéns e das técnicas de armazenagem utilizadas. Outra vantagem é a velocidade que a subcontratação permite com o rápido acesso a novas áreas de mercado sem que a empresa tenha de efetuar grandes investimentos. Isto também trará a redução de custos operacionais gerais.

Desvantagens

Mas, ao analisar as vantagens e desvantagens de subcontratar a armazenagem, verifica-se que existem barreiras que poderão retardar ou inviabilizar uma estratégia deste tipo. Esta opção pode ser um obstáculo estratégico, pois certas empresas mostram-se renitentes em atribuir a realização de funções da armazenagem e distribuição física a empresas externas.

Outra desvantagem surge quando ocorrem movimentos de concentração dos meios de produçao e de armazenagem que tornam o recurso a um prestador de serviço na solução economicamente mais viável, embora mais dolorosa para a empresa.

Entre vantagens e desvantagens de subcontratar a armazenagem, também existe um eventual obstáculo relacionado com investimentos anteriores, em que um fabricante pode ter realizado investimentos passados e vir a ser penalizado pela inércia de um sistema constituído por meios próprios.

Uma das maiores desvantagens poderá ser a falta de transparência do prestador de serviço. Por outro lado, poderá haver um obstáculo de dependência externa, em que algumas empresas consideram que a atividade de gestão física de armazéns é demasiado crítica para ser entregue a terceiros.

No final, entre vantagens e desvantagens de subcontratar a armazenagem há que equacionar os custos relacionados com a própria armazenagem e os apresentados pelo prestador do serviço.


Deixe a sua resposta