Vantagens e desvantagens da gestão de empresas familiares

Este tema tem dado muito que falar ao longo dos últimos tempos, existem muitos defensores que afirmam que este é um tipo de organização completamente ideal, por outro lado, também existem os detractores, que acusam de ser um modelo totalmente obsoleto.

No primeiro caso, argumenta-se e afirma-se que as empresas familiares são uma coluna vertebral económica das nações e fazem parte de um terreno ideal para criar e desenvolver novos empresários. Já no segundo caso, defende-se que são as mais propensas à emergência de conflitos laborais e às crises.

Veja agora as vantagens e desvantagens da gestão de empresas familiares.

Vantagens

  • Interesses comuns. Vão existir laços afetivos entre as pessoas, a harmonia dos gostos e das formas de atuar vão claramente gerir interesses comuns entre os vários membros da família que trabalham nessa tal empresa. Vai existir uma auto-exigência muito maior e um auto-sacrifício em prol de um objetivo completamente comum;
  •  Uma confiança mútua e autoridade definida e reconhecida. Neste tipo de empresas familiares, vai claramente existir uma autoridade reconhecida e um clima de uma grande confiança que vai evitar as mais diversas e variadas lutas pelo poder e as intenções menos claras, quer entre colegas de trabalho, chefes e subordinados;
  • Uma grande facilidade na transmissão de informações. Não haja dúvida que a comunicação vai conseguir ser bastante intensa e fluida, sem qualquer barreira existente, desde que exista confiança entre as duas pessoas;
  • Flexibilidade de processos. Uma grande simplicidade da estrutura da organização vai facilitar bastante toda a atribuição de tarefas e responsabilidades a todos os membros, para além disso, a delegação de funções, a autonomia vai consequentemente flexibilizar todos os sistemas de informação e de controlo. As empresas familiares são normalmente bastante menos burocráticas. As decisões são tomadas de uma forma rápida, e desta forma, vai existir uma maior e melhor coordenação e menos conflitos de poder.

Desvantagens

  • Um grande isolamento face à envolvente negocial. Fechada em si, uma empresa familiar pode deixar ‘’tudo em família’’, e desta forma, vai ignorar todas as mudanças existentes no meio envolvente, nos produtos e nos clientes em questão;
  • Possibilidade de existir confusão entre a propriedade da empresa e a capacidade para a conseguir gerir. Na maioria das vezes, a família não consegue dispor alguém com uma grande experiência para conseguir liderar todas as pessoas e todos os projetos;
  •  Não seguir as regras existentes do mercado relacionadas com a gestão. Uma empresa familiar tem que ser extremamente flexível na capacidade para se conseguir adaptar perfeitamente a todas as exigências existentes no mercado. Isso nem sempre acontece porque o dono da empresa normalmente tem o hábito de centralizar todas as suas decisões e ser pouco propenso às mudanças radicais.

1 comentário

  1. António Pãozinho

Deixe a sua resposta