Técnicas para estimular a criatividade

Já passou por aqueles momentos em que tenta arrancar uma ideia da cabeça á força, mas não sai nada? Decerto já. Os bloqueios criativos acontecem nas alturas mais inconvenientes, especialmente quando se trata de parte do seu trabalho.

A verdade é que a criatividade não surge do nada e por vezes é fundamental, especialmente para os publicitários. Se os anúncios não forem criativos, não vendem. Daí por vezes ter de se recorrer a certas técnicas para estimular a criatividade e trabalharem melhor.

 

 

Técnica das comparações e metáforas

A ideia aqui é focar-se num problema e estabelecer uma comparação com algo que tenha semelhanças.

 

 Técnica de associação de ideias

Procure associar palavras, conceitos e objectos de forma a gerar mais criatividade.

 

Técnica da inversão dos pressupostos

Inverter as ideias mais básicas de forma a encontrar novas abordagens para os problemas.

 

Técnica da listagem de atributos

Analisar e melhorar aspectos que normalmente passam despercebidos, como por exemplo, os atributos de um determinado produto.

 

Técnica de Brainstorming

Considerar todas as ideias que venham á cabeça e iniciar um processo de eliminação, chegando assim á ideia definitiva.

 

Técnica de Brainwriting

A versão silenciosa do brainstorming, feita por escrito.

 

Técnica de intuição consciente

Em primeiro lugar, feche os olhos e tente visualizar o seu problema, imaginando cenários o mais detalhados possível e, de seguida, abra os olhos e aponte o que imaginou. Entre as imagens e detalhes poderá encontrar a solução.

 

Técnica da descontinuidade

Ao actuar de forma diferente da habitual, força assim a sua mente a encarar o mundo de forma diferente, o que o leva a ser mais criativo.

 

Técnica dos desenhos

Sentar-se e desenhar a sua interpretação do problema de forma a atingir uma solução.

 

Técnica da divagação

Deixar a sua mente divagar pode ser muito útil.

 

Técnica da Gordon/Little

Chegar ao conceito mais abstracto possível relacionado com o problema e ir-se aproximando da solução real.

 

Técnica dos seis chapéus

Esta técnica identifica seis tipos de pensamento, que deverão ser aplicados individualmente a cada chapéu:

 

Branco: olha para os factos sem fazer julgamentos.

Encarnado: utilizado para expressar sentimentos e dar respostas intuitivas.

Preto: utilizado para examinar obstáculos e as razões por que determinada decisão não deu certo.

Amarelo: procura os benefícios de um projecto

Verde: o chapéu das alternativas, das ideias provocadoras e da mudança.

Azul: ajuda a identificar o chapéu que terá que usar em cada momento.

 

Técnica do mapa mental

O objectivo desta técnica é dar a maior liberdade possível à mente:

 

  1. Escreva o tema central no centro de uma folha
  2. Desenhe diversas linhas a partir dele e escreva nos seus extremos palavras-chave
  3. Gere ideias a partir de cada uma das palavras-chave
  4. Estabeleça as relações que quiser entre cada uma delas
  5. Analise as combinações geradas

 

Existem muitas mais técnicas para estimular a criatividade, mas estas são das mais utilizadas e tendem a gerar bastante critividade na maioria dos trabalhadores. Se trabalha num ramo que o obriga a puxar imenso pela cabeça e atingir o clímax criativo, não pode definitivamente deixar estas sugestões escapar.


Deixe a sua resposta