Principais vantagens e desvantagens de uma consultora externa

Com o mercado cada vez mais competitivo, muitas empresas sentem que precisam de encontrar novas estratégias para conseguir reacção imediata face aos novos desafios que lhes vão sendo impostos. Mas estas novas estratégias implicam muitas vezes também mudanças na própria estrutura da empresa.

Recorrer a uma consultora externa pode ser uma das formas mais viáveis de implementar rapidamente e de forma bastante mais eficaz estas mudanças necessárias. Contudo, antes de tomar uma decisão tão importante como contratar uma consultora é necessário avaliar as principais vantagens e desvantagens desta contratação. Neste artigo vamos fazer isso mesmo, de forma a auxilia-lo na sua importante decisão.

Preciso mesmo de uma consultora?

Esta é uma pergunta com que vários empresários se deparam durante os seus empreendimentos. De forma a saber se uma consultora é definitivamente a melhor opção para uma empresa, então deverá saber responder a algumas questões importantes. Estas questões vão permitir-lhe avaliar mais facilmente as razões e opções desta necessidade:

  • Em primeiro lugar, é necessário conhecer o problema que precisa de resposta imediata;
  • Torna-se também fundamental saber se não existem, em alternativa, recursos internos para a resolução desse mesmo problema, sem que seja necessário recorrer aos serviços de consultoria;
  • E mais importante que tudo, se esse trabalho de consultoria é mesmo necessário.

Caso a resposta a esta ultima questão seja positiva, então o próximo passo é avaliar as vantagens e desvantagens do recurso à consultoria externa.

Principais vantagens de uma consultora externa

  • Objetividade: optar por uma consultora externa vai impedir que haja influência nas decisões devido a vícios e ideias pré-concebidas que prevaleçam na empresa. Esta visão externa é especialmente importante na fase de diagnóstico;
  • Maior facilidade e coragem na tomada de decisões: os consultores limitam-se à tomada de decisões racionais, enquanto os colaboradores da empresa tendem a tomar mais decisões emocionais e políticas;
  • A maior experiência dos consultores externos especializados nesta área acaba por se traduzir também numa maior eficiência e rapidez de resultados. A equipa de consultores contratada compromete-se a apresentar resultados num determinado período de tempo.
  • Por fim, a consultora externa acaba também por se mostrar mais disponível para resolver o problema, uma vez que cada equipa de consultores se dedica, normalmente e em exclusivo, a um determinado projeto.

Principais desvantagens de uma consultora externa

  • Possível desmotivação da equipa interna: em alguns casos a contratação de uma equipa externa pode dar a entender que se perdeu a confiança nos próprios funcionários da empresa;
  • Este tipo de contratação acarreta mais custos, que na maioria das vezes acabam por ser bastante elevados. Este tipo de serviços pode não estar, por isso, ao alcance de todas as empresas;
  • Desconforto: os consultores ignoram questões emocionais e políticas (embora comecem já a surgir preocupações neste sentido) que pode ter repercussões negativas a médio e mesmo a longo prazo, já que algumas medidas têm um tempo de gestação superior à vida do projecto;
  • Depois da finalização do trabalho de consultoria, a empresa pode ficar dependente indefinidamente deste tipo de serviços;
  • Graças à consultora externa podem-se também gerar expectativas irrealistas em relação aos objetivos da empresa.

Lembre-se que optando pela contratação de um trabalho de consultoria, durante todo o processo é necessário acompanhamento e partilha de responsabilidades com a equipa de consultores. Afinal, quem tem de decidir é sempre a empresa e, para isso, deve estar a par de tudo o que se passa.


Deixe a sua resposta