Os cinco modos de tornar a sua empresa KINÉTICA

Nos tempos que correm, é impossível prever o futuro.

Toda a conjuntura, as preferências dos clientes, a tecnologia, tudo se altera com muita rapidez para que um gestor possa fazer uma análise profunda da realidade, estabelecendo planos de ação, avaliando-os e colocando-os em prática.

Assim, a solução é construir uma empresa que seja capaz de se adaptar muito rapidamente, ou seja, uma empresa kinética.

 

 

Tornar a empresa kinética

Acima de tudo, é necessário entender os objetivos fundamentais, e muito ambiciosos, de uma empresa deste tipo: servir um único cliente e reagir de imediato.

Para servir um único cliente, uma empresa kinética deverá conseguir cada um dos seus clientes de forma inteiramente individualizada. Por outro lado, para reagir rapidamente, ela tem de conseguir reagir, ao segundo, a todas as alterações, no que toca às expectativas dos clientes, bem como às alterações do mercado.

Um fator essencial a qualquer transformação e, que contribui para se compreender os cinco modos de tornar a sua empresa kinética, é que tenha a capacidade de se adaptar à instabilidade com uma atitude de liderança. Isto é verdade porque são os dirigentes da empresa que a transformam numa organização kinética. E para conseguirem isso, terão de prosseguir com objetivos, diferentes mas complementares.

Objetivos

O primeiro para tornar a sua empresa kinética é o estabelecimento de objetivos estratégicos, onde deverão ser definidas as fronteiras estratégicas. A liderança terá de definir quais os limites de operação da empresa e questionar essas mesmas fronteiras,pois não é só importante defini-las, como também é fator decisivo que estas não sejam completamente fechadas.

Um segundo modo de tornar a sua empresa kinética é garantir que haja a promoção de troca de ideias dentro de toda a empresa. Mais ainda, há também que tomar as decisões em tempo real.

Contratar ou formar trabalhadores é uma excelente forma de tornar a sua empresa kinética, pois se os colaboradores tiverem mais liberdade de ação e mais responsabilidade, também deverão ser recompensados de forma direta pelas suas realizações.

Enquanto que as empresa tradicionais estão concebidas de forma a maximizar a sua produtividade e eficiência, uma empresa kinética vai basear-se num sistema que permita responder a cada cliente individualmente, agindo ao segundo.

Uma das principais premissas-base de uma empresa kinética é que deverá ser capaz de servir cada cliente de forma individualizada, aumentando, deste modo, a satisfação e a sua lealdade. E é o modo de o fazer que vai levar à construção de uma organização em que o cliente estabelece, ele próprio, a relação que pretende ter com a organização, personalizando os produtos e serviços a seu gosto e satisfação.

Inovar junto dos clientes individuais é fundamental para tornar a sua empresa kinética, mas não é suficiente para garantir o sucesso num mundo altamente imprevisível e extremamente concorrencial. Também será preciso inventar, constantemente, novos produtos ou serviços que ainda não foram pensados pela concorrência, nem pedidos expressamente pelos clientes.


Deixe a sua resposta