Marketing MIX

O que é marketing mix?

A maioria dos licenciados na área dos negócios e marketing, estão familiarizados com o termo marketing mix. Refere-se às diferentes ferramentas que uma empresa utiliza para promover eficazmente o seu negócio no mercado. Estas são muitas vezes separadas ‘naquilo que é conhecido como os 4 P’s do marketing: product, price, placement e promotion (produto, preço, posicionamento e promoção).

Os quatro principais domínios do marketing mix.

Produto refere-se ao item, que a empresa tem para vender ao consumidor. Marketing mix nesta fase, consiste no nome do produto, na embalagem e como vai ser diferenciado de produtos semelhantes, existentes na loja.

Preço é o valor que a empresa irá cobrar aos consumidores. Normalmente, o preço é muito bem pensado, porque a definição de um preço demasiado alto pode resultar em poucas vendas. Há também perigos na definição de um preço demasiado baixo, uma vez que tal preço poderá fazer com que os potenciais clientes duvidem da qualidade do produto. Marketing mix pode também incluir incentivos, preços especiais, ou cupões.

Promoção (divulgação) é a forma como a empresa divulga o produto. Envolve trabalhar com lojas que façam a distribuição de amostras, realização de eventos de relações públicas, fazer publicidade na imprensa, áudio, ou ambos. O ‘papel’ que a promoção (divulgação) do produto ocupa em marketing mix depende do valor que a empresa esteja disposta a gastar para o efeito. A Internet é também um bom mercado para a promoção de produtos e campanhas on-line que, podem ser bastante baratas e eficazes.

Posicionamento é a arte de colocar o produto no lugar certo na hora certa. A colocação adequada é importante, para que o consumidor veja o produto e o deseje. Isto faz parte do marketing mix, porque os comerciantes devem atrair retalhistas e obter espaço de destaque nas lojas, se quiserem que os seus produtos vendam bem.

Marketing mix é único para cada produto ou empresa. Muitas vezes depende dos objectivos que a empresa tem como meta. Isto pode variar desde vender o máximo possível a cultivar uma reputação de fabricar produtos de alta qualidade.
Amplamente definida, a optimização do marketing mix é a principal responsabilidade de marketing. Ao oferecer o produto com a combinação certa dos quatro P’s de marketing, pode melhorar os resultados e eficácia do seu marketing. Fazer pequenas alterações no marketing mix é geralmente considerado como uma mudança táctica. Fazer grandes alterações em qualquer um dos quatro P’s pode ser considerado estratégico. Por exemplo, uma grande mudança no preço, digamos, de €19,00 para €39,00 seria considerada uma mudança estratégica no posicionamento do produto. No entanto, uma mudança de €130 €129,99 seria considerada uma mudança táctica, possivelmente relacionada a uma oferta promocional.

O termo marketing mix, no entanto, não implica que os elementos dos 4 p’s representem opções. Não são imposição do marketing, mas são questões fundamentais de marketing que precisam de ser abordadas. São as acções fundamentais que o marketing requer, sejam elas determinadas explicitamente ou por omissãoo.

Os quatro C’s no marketing mix

Uma abordagem formal ao marketing mix dirigido ao cliente é conhecida como, 4 C’s Commodity, Cost, Channel e communication (Conveniência, Canal e Custo, Comunicação).

  • 1. Commodity (significado original do latim: Commodus = conveniente): Conveniência – O produto para o consumidor ou para os cidadãos.
  • 2. Cost (significado original do latim: constare = Faz sacrifícios): custo do produção, custo de venda, custo de compra e custo social.
  • 3. Channel (significado original é um Canal): Fluxo de conveniência, canais de marketing do produto:
  • 4. Communication (significado original do latim: Communio = partilha de significado): comunicação de marketing: não promove as vendas.

Os Quatro C’s podem ser comparados aos quatro P’s. Este sistema é basicamente o dos quatro P’s reformulados para proporcionar um foco ao cliente.
O modelo dos quatro C’s é mais orientado ao consumidor e tenta melhor o marketing em massa para marketing de nicho. A secção ‘produto’, do modelo dos 4 p´s é substituída por modelos de consumo ou consumidor, focando em satisfazer as necessidades dos consumidores. Outra substituição para o ‘produto’ é ‘capacidade’. Definir as ofertas como capacidades individuais que, quando combinadas e focados para um sector específico, criam uma solução personalizada em vez de ‘encurralar’ um cliente com um produto especifico. O preço é substituído pelo custo que reflecte o valor total da aquisição. Existem muitos factores que afectam o custo de aquisição do produto. Posicionamento é substituído por conveniência. Com a ascensão da Internet e de modelos híbridos de compra, o posicionamento torna-se relevante. A conveniência tem em conta a facilidade com que se compra o produto, encontra o produto, se obtêm informações sobre o produto, e vários outros factores. Finalmente, promoção é substituída por comunicação, o que representa um enfoque mais amplo do que simplesmente, Promoção. Comunicação pode incluir publicidade, relações públicas, venda pessoal, e qualquer outra forma de comunicação entre a empresa e o consumidor.

O modelo dos 4 c’s tem sido criticado por simplesmente não ser nada mais do que o modelo dos 4 p’s, com diferentes pontos de ênfase. Em particular, a inclusão de clientes no modelo dos 4 C’s no marketing mix é criticada, uma vez que os clientes são um alvo do marketing, enquanto os outros elementos do marketing mix são tácticas. O modelo dos 4 C’s também exclui inúmeras estratégias para o desenvolvimento de produtos, distribuição e preços, assumindo que os consumidores querem comunicação bidireccional com as empresas.


Deixe a sua resposta