Como fazer uma análise swot da sua empresa

Uma análise SWOT é uma ferramenta de gestão muito utilizada pelas empresas para fazerem um diagnóstico estratégico.

O termo SWOT  é composto pelas iniciais das palavras Strengths (Pontos Fortes), Weaknesses (Pontos Fracos), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças).

Antes de começar a fazer uma análise SWOT da sua empresa precisa respeitar duas etapas.

  • Primeiro, deverá descobrir quais os fatores críticos de sucesso, que consistem nas atividades e elementos da gestão nos quais a empresa tem de ser não apenas boa, mas excelente.
  • Em segundo lugar, há que identificar as competências centrais da empresa. Ao analisá-la, vai ser importante saber como são avaliadas, pelos clientes, as suas vantagens relativamente aos concorrentes.

Para fazer uma análise SWOT da sua empresa, a elaboração de um diagnóstico estratégico com esta ferramenta deverá levar à formulação de objetivos estratégicos para a empresa. Será óbvio que os objetivos que forem definidos deverão estar em consonância com as conclusões a que se chegou depois da análise SWOT.

Princípios a reter

De facto, existem alguns princípios que nunca deverão ser esquecidos quando se estiverem a elaborar e a escolher as metas a atingir:

  • Coerência horizontal, em que os objetivos dos vários órgãos situados ao mesmo nível organizacional devem estar em consonância, sendo coerentes entre si;
  •  Coerência vertical, onde os objetivos de um nível organizacional deverão ajudar à realização dos objetivos a nível organizacional imediatamente superior;
  •  Comunicação total, onde os objetivos gerais da organização devem ser do conhecimento e compreendidos por todos os níveis hierárquicos da empresa.

Por outro lado, ao fazer uma análise SWOT da sua empresa e, para que de facto, esta seja eficaz e levar a resultados realmente úteis, vai ser necessário que esteja definido um horizonte temporal, em que os resultados tenham um timing concreto. Deve ser escolhido um responsável e ser definida uma unidade de medida para avaliar os avanços dos variados objetivos e para que estes estejam quantificados.

Fator externo

Ao contrário do que possa parecer, uma ameaça ou um fator externo que possa vir a afetar o funcionamento da empresa, não será necessariamente uma má notícia. Isto porque, ele poderá provocar o aparecimento de um novo ponto forte na empresa. Para que isso aconteça, os gestores irão ter de perceber como este novo fator tem possibilidades de ser explorado pela empresa por forma a retirar um benefício real.

É verdade que a eliminação do fator ameaças do raciocínio estratégico leva a uma abordagem mais positiva e, ao mesmo tempo, mais pro-ativa. Assim, quando for fazer uma análise SWOT da sua empresa deverá, antes de mais nada, fazer um esforço para melhorar as suas próprias competências. Só assim a empresa irá estar apta a tirar o máximo proveito das oportunidades que vão surgir. Tudo irá acabar por ser uma questão de decisão, onde se escolherá o timing mais adequado para efetuar as necessárias alterações aos produtos ou serviços.

Tenha em mente que saber como fazer uma análise SWOT da sua empresa é, acima de tudo, uma análise que se torna preciosa para qualquer entidade, pois irá verificar os seus próprios pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças.


Deixe a sua resposta