Como fazer um processo de auditoria e controlo logístico

A logística sempre foi importante e, por isso, a sua relevância leva à necessidade de se saber como fazer um processo de auditoria e controlo logístico adequado

Como a logística é um fator de sucesso, nenhum pormenor deverá ser descurado para a sua avaliação e melhoria contínua.

Confira já de seguida como poderá fazer e melhorar todo o processo de auditoria e controlo logístico.

 

 

 

Para saber como fazer um processo de auditoria e controlo logístico, deverão ser tidos em conta quatro objetivos:

  • Identificar e gerir a informação decisiva para controlar várias áreas da empresa;
  • Ajudar a compreender a envolvente interna e externa da empresa;
  • Avaliar o processo logístico em termos de satisfação dos clientes;
  • Analisar a eficácia da medição e do controlo do desempenho da logística.

Um primeiro passo será analisar a consistência dos objetivos estratégicos logísticos, onde o gestor deverá identificar quais os fatores críticos de sucesso que a empresa deverá possuir para atingir os seus objetivos, que deverão ser:

  • o serviço ao cliente
  • controle de custos
  • investimento e controlo financeiro
  • produtividade
  • projetos com clientes e fornecedores

Para fazer um processo de auditoria e controlo logístico, o segundo passo é determinar as necessidades e expectativas dos clientes. Deverá ser conduzido um inquérito a clientes para avaliação das perceções do serviço, como o incluir questões especialmente orientadas para o setor em causa. A finalidade deste inquérito é descobrir quais são as inconsistências entre as práticas da empresa e expectativas dos clientes.

Também deverá ser criada uma tabela com as importâncias e performances relativas a cada um dos concorrentes, que foram atribuídas pelos clientes a cada uma das variáveis do inquérito.

Em terceiro lugar, é essencial fazer a análise do desempenho logístico. Uma vez recolhida toda a informação relevante, este passo permite fazer um diagnóstico muito pormenorizado do sistema da empresa. Para isso, será necessário executar uma série de ações já que, para ser eficaz, o sistema logístico global não deve ser esquecido, nem as suas componentes logísticas.

É fulcral identificar os problemas e as suas causas, como identificar os sintomas e problemas, bem como as causas, além de não se deixar de identificar a posição competitiva da empresa.

Em quinto lugar, é necessário passar à ação, desenvolvendo ações de melhoria. A empresa deve pensar num processo de melhoria que dê prioridade às ações que são mais críticas, ou seja, aquelas que poderão afetar mais o desempenho da empresa como um todo. E isto é feito através de um processo de reengenharia.

Quem sabe como fazer um processo de auditoria e controlo logístico, saberá que o sexto passo a tomar é desenvolver metodologias internas de controlo. Como em qualquer processo de gestão elaborado, é indispensável uma fase de controlo e de melhoria do sistema implementado. De facto, existem muitas formas de efetuar este controlo, nomeadamente sistemas de custo baseados em metodologias ABC, com mapas de gestão e controlo logísticos e tableau de bord logísticos. Estes são instrumentos de controlo a serem utilizados de forma rápida e que alertam a administração sobre possíveis desvios.


Deixe a sua resposta