Como escrever uma carta de vendas eficaz

Escrever uma carta de vendas eficaz  é um dos pontos chave com que qualquer empresa precisa de se preocupar, de forma a ter sucesso nas suas vendas e na divulgação dos seus produtos e serviços.

Quer a carta seja escrita e distribuída no tradicional papel, ou com recurso às mais recentes tecnologias, através do prático e rápido e-mail, a verdade é que precisa de conhecer as melhores técnicas para conseguir cativar o potencial cliente e destacar-se da restante concorrência.

Neste artigo vamos mostrar-lhe algumas ideias para escrever uma carta de vendas eficaz.

Saiba o que o seu potencial cliente precisa e quer

Certifique-se de que os seus produtos e serviços coincidem com as necessidades dos seus potenciais clientes. Certamente que você não quer ser apanhado de surpresa quando receber encomendas de bens que depois não será capaz de fornecer. Nunca perca uma boa oportunidade de negócio. Informe-se bem das tendências de mercado e das expectativas e necessidades do consumidor.

 

 

Demonstre o seu propósito logo no início da carta

Não “obrigue” os seus potenciais clientes a adivinhar qual é a sua intenção ou corre o risco deles acabarem por perder o interesse. É absolutamente fundamental que indique desde o inicio o tipo de negócio que você tem, os produtos e serviços que você oferece e porque razão os devem ter em consideração. Logo no inicio do corpo da carta deverá explicar de forma breve e clara a razão pela qual escreveu a carta e a enviou.

Foque-se nas vantagens do seu produto

Deixe o cliente saber o que o produto irá fazer por ele. Em vez de apenas enumerar as qualidades impressionantes do seu produto, aponte também na sua carta de vendas as razões pelas quais o cliente tem que experimentá-lo. O fundamental é que consiga criar interesse pelo seu produto.

 

 

Mostre-se disponível para efectuar uma visita e discutir a sua proposta

Um encontro cara a cara com o seu cliente é mais uma forma de promover o seu produto. Para o cliente é importante ter este contacto e vê-lo em pessoa a apresenta-lo. É também um meio mais eficaz de demonstrar as características deste, uma vez que através de apenas uma carta o cliente não consegue retirar as suas dúvidas acerca de determinados aspectos.

Cuidado com a linguagem utilizada

O tom utilizado numa carta de vendas deve ser sempre incisivo, simples, mas original, de forma a marcar a diferença em relação à restante concorrência. Tenha em atenção que o facto de ser simples não significa que seja utilizado um tom coloquial. A carta é um meio de transmitir uma mensagem que substitui a presença física dos interlocutores. Se na presença física se utiliza um tom mais pessoal, na carta deve fazer-se o mesmo.

 

 

Mencione ofertas especiais, descontos e outras vantagens em adquirir os pacotes da empresa

Hoje em dia, para ser realmente bem sucedido na área das vendas, você precisa competir com os outros, sendo fundamental que ofereça o melhor negócio possível aos seus clientes. No entanto, não exagere nas suas ofertas especiais ao um ponto de quase estar a oferecer o produto. O potencial cliente pode ficar com a impressão errada e assumir que é fruto de algum desespero da sua parte.

Lembre-se que a carta de vendas não deverá ser mais longa que uma página, por isso a mensagem deve ser clara e breve, não dando azo a significados dúbios. A carta deve também ser dirigida a alguém em concreto e não à empresa em geral. Se não conhecer ninguém na empresa, telefone a perguntar o nome e a função.


5 comentários

Deixe a sua resposta