5 perguntas pertinentes para um plano de negócios

Na base do sucesso de qualquer empresa existe um bom plano de negócios. Trata-se de uma ferramenta fundamental da gestão, na qual estão a descrição, missão, objetivos e procedimentos da sua empresa. Este plano de negócios tem de ser muito bem elaborado logo desde o inicio, ou existe um sério risco de estagnação no desenvolvimento desta ou até encerramento precoce.

Para evitar este tipo de consequências e com o objectivo de criar um bom plano de negócios o portal norte-americano Entrepreneur elaborou um artigo em que demonstra quais as 5 perguntas mais pertinentes a que um plano de negócios deverá responder. Estas perguntas devem debruçar-se essencialmente sobre questões de política de preços, recursos humanos e gestão financeira, entre outros, de forma a que a empresa esteja bem preparada para enfrentar os desafios que vão surgindo a curto e longo prazo.

Confira agora as 5 perguntas chave a que o seu plano de negócios precisa de o ajudar a responder:

1) O meu preço é o adequado?

No seu plano de negócios devem ser incluídos dois componentes essenciais às políticas de preços:

  • Em primeiro lugar, é preciso ter em conta se o preço praticado está de acordo com a sua mensagem, ou seja se está em sintonia com o valor do produto e serviços que a sua empresa fornece. Se a sua empresa oferece serviços de topo e de qualidade acima da média, se cobrar um preço demasiado baixo então existe uma contradição que pode levar a alguma desconfiança. Você deve definir os seus preços de acordo com o que oferece, ou corre o risco de confundir o mercado alvo acerca da qualidade dos seus produtos e serviços.
  • Em segundo lugar, o plano de negócios da empresa deve conter também em detalhe todos os custos essenciais e necessários para manter o negócio em funcionamento. É preciso enumerar custos e ganhos, de forma  a que a empresa consiga atingir lucros que lhe possibilitem continuar a operar no mercado.

2) Vai ser possível contratar funcionários?

Esta questão é particularmente importante quando o negócio está no inicio de “vida”. Muitas vezes é esquecido o pormenor de que será preciso contratar pelo menos um funcionário num estágio inicial. O plano de negócios deverá por isso incluir a possibilidade de contratar colaboradores e as consequentes alterações que isso poderá vir a trazer para toda a gestão da empresa, tanto em termos de gastos quanto de soluções.

3) A minha estratégia está a ser implementada?

Analise cuidadosamente o seu alinhamento estratégico. Verifique se os seus maiores gastos e recursos estão a ser encaminhados para os lugares certos e que possam levar ao desenvolvimento do seu negócio.

4) Posso-me dar ao luxo de mudar?

Pode ser necessário mudar a localização da empresa, quer seja por motivos financeiros ou até por motivos de concorrência e mercado. O seu plano de negócios deve estar preparado para responder a esta importante questão. Analise detalhadamente a diferença entre as despesas de acordo com os custos do novo local. Inclua também os cortes de gastos decorrentes da mudança para uma nova localização, assim como os possíveis prejuízos que a  sua empresa pode vir a ter por não poder operar durante o período que levar à mudança efectiva.

5) Será que estou a boicotar o crescimento do meu negócio?

Analise regularmente o seu plano de negócios e verifique se este está a seguir a linha que planeou e se está de acordo com as suas metas. Considere o seu mercado-alvo e estratégia, e mostre-se disponível para adicionar ao seu plano de negócios as alterações necessárias para o desenvolvimento da sua empresa. Lembre-se que o seu negócio, produtos e serviços precisam de estar em sintonia com as necessidades do mercado atual, não devendo por isso o plano de negócios ser estático.


Deixe a sua resposta