Vantagens e desvantagens do livre-serviço numa empresa

Uma loja funcionar  (estar aberta ao público) com balcão ou com o sistema de livre-serviço significa muito mais do que uma mera questão estética.

E é aqui que entram as questões sobre as vantagens e desvantagens do livre-serviço.

Principais vantagens

Por um lado, o balcão de loja tem um peso cultural que implica o pagamento nesse mesmo local. O livre-serviço vem transformar o cliente em protagonista do ato, diminuindo a inibição e contribuindo para o aumento das vendas.

O recurso ao balcão e sua localização é uma das coisas mais importantes numa loja. Quando existe, tem de ser chamativo, bonito, bem localizado e permitir, também, que o cliente circule e que quem atende possa visualizar, sem obstáculos, todo o espaço interior. O local onde se situa é em regra objeto de um estudo realizado em estreita colaboração com o cliente. Independentemente da escolha, tudo começa com a definição do negócio, do público e com uma estratégia de venda.

Avaliar as vantagens e desvantagens do livre-serviço significa ter em mente que há necessidades como a forma de exposição dos artigos, para que chamem a atenção do cliente, bem como tentar fazer que as coisas pareçam estar livres e práticas, por forma a que o cliente possa usufruir do espaço por si só.

Todo o layout da loja deve ser pensado de forma diferente, sendo que há aspetos que passam a assumir um papel fundamental como o mobiliário de exposição, a iluminação e as técnicas de merchandising.

A  nível das vantagens há quem veja neste tipo de atendimento o atendimento do futuro, ao se quebrar a barreira que é o balcão. Os clientes ficam mais à vontade, pois deixa de ter que olhar nos olhos do vendedor que o contempla por detrás do balcão. O cliente pode circular de forma livre, comparar preços e procurar exatamente o que pretende, ficando a caixa apenas para quem pretende comprar artigos.

Com o livre-serviço, os produtos estão mais disponíveis e acessíveis ao cliente. Estes estão dispostos em expositores ou prateleiras para serem diretamente observados por quem se interessar. Esta opção também vem aumentar a compra por impulso. Ao poder circular à vontade, as pessoas acabam por procurar a loja mais exaustivamente, o que tende a tornar mais fácil algo do agrado de cada um.

Não implica que deixe de haver um serviço personalizado. É perfeitamente possível que, ao entrar numa loja, o cliente seja abordado por um funcionário que se disponibilize para ajudar.

Desvantagens

Mas as vantagens e desvantagens de livre-serviço não se ficam por aqui. Também é uma opção que pode trazer desvantagens, nomeadamente no que toca à segurança, especialmente em zonas de grande circulação. É necessário um investimento adicional para a marcação dos produtos com etiquetas de alarme, instalação de barreiras de segurança e / ou câmaras de vigilância. No final, apenas restará explicar aos vendedores como deverão agir.


Deixe a sua resposta