Vantagens do teletrabalho

O teletrabalho é uma forma de trabalho que se está a tornar cada vez mais popular e que traz inúmeras vantagens tanto para a empresa, como para os próprios trabalhadores. É um trabalho efectuado à distância e de forma autónoma, sendo no entanto essencial que se assegure sempre um contacto directo entre o teletrabalhador e o empregador. Pode ser desempenhado a partir da residência do teletrabalhador, de telecentros ou de qualquer ponto onde o teletrabalhador se encontre.

Principais vantagens para a empresa

Redução de custos: O teletrabalho permite uma redução das despesas gerais e custos com o aluguer de espaço. As empresas que optam por esta forma de trabalho conseguem garantir reduções nas despesas porque o trabalho pode ser efectuado em locais com menores custos para a empresa. Em alguns casos é possível até reduzir os custos com a selecção dos empregados, uma vez que a empresa não precisa de contratar trabalhadores que morem perto da empresa, alargando o leque de escolhas a trabalhadores dispostos a receber menos pelo seu trabalho.

Aumento da produtividade: Empresas que implementaram esta forma de trabalho verificaram um aumento de até 40% na sua produtividade. Uma das razões para este aumento é o facto de se poupar tempo em viagens e interrupções comuns num ambiente de trabalho de escritório. Empresas que façam uso do teletrabalho têm ainda uma maior imunidade face a perturbações externas como, por exemplo, greves de transportes, más condições climatéricas ou desastres naturais.

Maior motivação: Em empresas com programas de teletrabalho os teletrabalhadores sentem-se mais motivados e face à confiança que lhes é atribuída, adoptam um estilo de trabalho mais autónomo.

Retenção de competências: O teletrabalho permite atrair e reter os melhores trabalhadores na empresa, com mais talento e formação, que de outra forma poderiam não estar disponíveis (por exemplo, quando têm necessidade de se deslocar para outra região ou país). O teletrabalho permite ainda que trabalhadores que pretendam fazer uma pausa nas suas funções possam continuar a trabalhar em regime de part-time, mantendo-se actualizados com a empresa. É o caso de trabalhadoras em licença de maternidade, que ainda têm a possibilidade de desempenhar parte das suas funções regulares.

Recrutamento alargado: Se por acaso a empresa sentir que na sua região não existem trabalhadores qualificados para exercer determinada função, pode alargar o recrutamento a outras áreas geográficas. Os trabalhadores podem ser contratados de qualquer parte do país ou até mesmo a nível internacional, uma vez que não necessitam de estar fisicamente na empresa para desempenhar correctamente as suas funções laborais.

Flexibilidade organizacional: No caso de reestruturação da empresa os trabalhadores podem continuar a desempenhar as suas funções sem afectar as suas próprias vidas. Podem ser constituidas, inclusive, diferentes equipas de trabalho para determinado projecto, não importando a sua localização geográfica ou diferença de fusos horários.

Horários flexíveis: Os teletrabalhadores têm liberdade para alterar os seus horários conforme as necessidades dos clientes da empresa.

Melhoria no atendimento ao cliente: O teletrabalho permite à empresa alargar o horário do seu atendimento a clientes para além do horário normal de expediente. Com o teletrabalho o atendimento pode ser feito em qualquer dia da semana e a qualquer hora, sem que para isso seja necessário um aumento das despesas ou de trabalhadores da empresa.


2 comentários

  1. JEAN RODRIGUES
  2. Nelson Silva

Deixe a sua resposta