Primeiros passos para começar um negócio

Começar um negócio envolve uma série de passos importantes que terá de tomar antes do lançamento, desenvolvimento e venda dos seus produtos ou serviços. Estes passos requerem um planeamento cuidado e alguma pesquisa na área do negócio, de forma a estar bem preparado para os desafios que se imponham. Para reduzir a possibilidade de fracasso, com que muitos empresários que abrem o seu negócio pela primeira se deparam, vamos mostrar-lhe alguns passos importantes que deverá ter sempre em conta antes de começar um negócio.

Plano de negócios

Depois de ter definido o conceito do seu negócio, torna-se imperativo que desenvolva um plano de negócios em que defina qual será a estratégia para os primeiros anos da empresa. O fundamental é que este plano de negócios seja um documento simples, objetivo, mas acima de tudo realista. Entre as medidas devem constar:

  • Objectivos concretos, com datas-limite, pessoas responsáveis e orçamentos detalhados;
  • Um modelo financeiro sólido que garanta a sustentabilidade do negócio;
  • Avaliação do potencial de crescimento do mercado e dos concorrentes;
  • Identificação do público-alvo.

Estrutura da empresa

A estrutura que escolher para a empresa vai influenciar a forma de operar durante toda a sua existência, sendo as mais comuns as de empresário em nome individual, parcerias ou até a hipótese de criar uma empresa.

  • Se escolher ser empresário em nome individual, terá como vantagem o facto de não precisar de capital mínimo obrigatório e de todas as decisões e lucros estarem directamente ligado a si. No entanto, também fica responsável por qualquer coisa que corra mal, respondendo os seus bens pessoais por quaisquer dívidas.
  • No caso das parcerias, o risco já é partilhado e pode beneficiar de uma estrutura e marca pré-existentes (caso do franchising) que aumentem as possibilidades de êxito. Tem ainda a enorme vantagem de poder continuar com o seu negócio, mesmo se a parceria terminar. Por outro lado, sendo uma parceria involve lucros e responsabilidades partilhadas.
  • Criar uma empresa significa que a responsabilidade pelas dívidas está quase sempre limitada ao capital social ou às acções subscritas. Como desvantagens tem uma contabilidade mais dispendiosa, pois terá de ser organizada e aprovada por técnico oficial de contas. Fica também com maiores custos a nível da criação da própria empresa e fracassar significa que irá perder na totalidade todo o investimento que fez.

Financiamento

A menos que tenha a sorte de ter uma poupança suficiente para iniciar o seu negócio, o mais provável é que tenha de procurar por meios de financiamento para começar a sua empresa. Duas opções viáveis são recorrer a um empréstimo bancário ou a um microcrédito. Tenha o cuidado de levar consigo um plano de negócios bem organizado e detalhado e evite ter dívidas por pagar.

Instalações

Precisa decidir cuidadosamente quais serão as instalações mais apropriadas para a sua empresa. Este será um compromisso que provavelmente irá durar por muito tempo, por isso torna-se fundamental fazer a melhor escolha possível. Existem várias opções ao seu dispor:

  • Arrendamento: Tem a vantagem de poder ter contratos mais curtos e o valor do arrendamento não se vai alterar com as alterações nas taxas de juro. Fica no entanto sujeito a que o contrato possa não ser renovado ou até a possíveis conflitos com o senhorio.
  • Aquisição: Geralmente é menos dispendioso que o arrendamento e tem a total liberdade para utilizar e transformar o espaço ao seu gosto. Pode também vender a qualquer altura. Entre as desvantagens está o fato de se o empréstimo não for pago perder a propriedade. Fica também  responsável pela segurança e pelos custos correntes de manutenção.
  • Trabalhar em casa: Ideal para empresas recém-criadas, podendo direccionar o capital para outras áreas de investimento. No entanto, apresenta o grande inconveniente de ser pouco profissional.

Recrutamento

O sucesso de uma empresa também depende em grande parte do profissionais que recruta. Nunca se esqueça que ao começar um negócio deve incluir o custo de funcionários no seu plano de negócio e saber recrutar todos os que estarão envolvidos na atividade, pois esse fator contribui definitivamente para a garantia da qualidade do negócio.


Deixe a sua resposta