O que é um Sistema de Gestão Integrada?

Um software de gestão integrada é um sistema de gestão que integra todos os sistemas e processos de uma organização num quadro completo, permitindo que a organização funcione como uma única unidade com objetivos unificados.
Com um software de gestão integrada, a sua organização torna-se um todo unificado, com cada função alinhada atrás de um único objetivo: melhorando assim o desempenho de toda a organização.

Um software de gestão integrada fornece uma imagem clara e holística de todos os aspectos da sua organização, como afetam uns aos outros, e seus riscos associados. Há menos duplicação, e torna-se mais fácil adotar novos sistemas no futuro.

O software de gestão integrada permite que a equipa de gestão possa criar uma estrutura que possa ajudar, de forma eficaz e eficiente, a atingir os objectivos da organização. Desde gerenciar as necessidades dos funcionários, a monitorizar as actividades dos competidores, desde encorajar as melhores práticas a minimizar riscos e maximizar os recursos, uma abordagem integrada pode ajudar a organização a alcançar os seus objetivos.

Quem pode beneficiar do software de gestão integrada?

O software de Gestão integrada é relevante para qualquer organização, independentemente do tamanho ou setor, desde que procurem integrar dois ou mais dos seus sistemas de gestão num sistema coeso, com um conjunto de documentação, políticas, procedimentos e processos holísticos. Normalmente, as organizações mais receptivas a este produto serão aquelas que têm sistemas de gestão antigos e que desejem introduzir outros sistemas de gestão à sua organização para obter benefícios.

Gestão Integrada

Como posso garantir design e implementação eficaz?

Para garantir que a implementação seja feita de forma eficaz, os passos listados abaixo devem ser seguidos:

  • Definir o modelo de negócio e funções primárias
  • Analisar os processos de negócios usando fluxogramas, técnicas de análise de falhas
  • Formular as políticas operacionais que irão reger os processos e suas inter-relações
  • Desenvolver processos internos do negócio para controlo de cada processo de negócio que definam quem faz o quê, onde, quando e como
  • Implementar práticas novas e melhoradas, se necessário
  • Identificar as necessidades de documentação adequada através da ligação com os procedimentos de controlo
  • Documentar o sistema

Como devem os sistemas ser integrados?

Existem várias abordagens, que podem ser tomadas, dependendo da posição atual da organização. No entanto, todos os sistemas devem eventualmente compartilhar os seguintes processos:

  • Análise da administração
  • Desenvolvimento e controle documental
  • Acompanhamento, análise e revisão
  • Auditoria interna
  • Formação
  • Melhoria contínua (Ações Corretivas e Preventivas)

O que são Sistemas de Gestão Integrada?

Um sistema de gestão integrada (IMS) é um sistema de gestão, que integra todos os componentes, relevantes, de um negócio num sistema coerente de modo a permitir a realização ideal dos seus objectivos de negócio. A abordagem integrada exige a combinação de todas as práticas de gestão interna, do negócio, num único sistema.

O que pode ser integrado?

Qualquer sistema, que seja exigido pelo funcionamento eficaz de um negócio, pode ser integrado, total ou parcialmente sob uma estrutura de gestão unificada. Em essência, qualquer sistema, que tenha um impacto no desempenho geral do negócio deve ser parte do sistema de gestão integrada.

O que é necessário para garantir sistemas eficazes de gestão integrada?

Para garantir sistemas eficazes, as seguintes funções devem ser executadas:

  • Avaliação de risco – isto deve abordar as percepções dos clientes, riscos à saúde e segurança, preocupações ambientais e impactos e modos de falha do processo. Por ter uma abordagem comum será mais fácil comparar os riscos que ocorrem em diferentes partes do negócio.
  • Gestão de normas e Regulamentos – para capturar normas e regulamentos no que diz respeito às especificações do produto, segurança de ambiente e saúde e os seus impactos sobre o negócio.
  • Gestão da Melhoria Contínua – este deve concentrar-se em programas de melhorias específicas relacionadas com a qualidade, saúde, segurança e meio ambiente. Abrangido assim clientes, funcionários e público em geral.

Qual é a melhor abordagem a adoptar?

Tenha ou não a organização um sistema existente (formal ou não), o melhor é adotar um software de gestão integrada. Os benefícios são que pode ser construído um sistema coerente, que serve as necessidades do negócio e não amarra a organização a um determinado padrão. Os padrões são usados ​​para ajudar a identificar tarefas e processos. Esta abordagem começa por ver o negócio como um todo e estabelecer os seus objetivos.

Que tipos de sistemas podem ser integrados?

Todos os sistemas relevantes ao negócio, certificados ​​ou não, podem ser incluídos. Estes podem incluir: Qualidade (ISO 9001); Ambiental (ISO 14001), Saúde e Segurança Ocupacional (OHSAS 18001 e BS 8800); Segurança Alimentar e Análise de Perigos Pontos de Controlo Críticos (HACCP); Práticas de Comércio Éticas (SA 8000), Contabilidade Social e ética, Auditoria e Reporting (AA 1000); Investir nas pessoas (IIP); Direito da Sociedade da Prática de Gestão Standard (LEXCEL), as Directivas Europeias e Marcas CE; Segurança da Informação (BS 7799); Requisitos do Sistema de Qualidade para Fornecedores da Indústria Automotiva (ISO / TS 16949 e QS 9000); Requisitos do Sistema de Qualidade para Fornecedores de Telecomunicações (TL 9000) e

Modelo de Negócios Excellence (BEM)

A utilização de uma abordagem combinada ou integrada em todos os critérios de auditoria vai ajudar a ganhar eficiência que não pode ser alcançada por sistemas de auditoria de gestão, individuais.

Muitas organizações optam por combinar auditorias de ISO 9001 e ISO 14001, ou ISO 14001 e OHSAS 18001. Muitas outras combinações são possíveis.

A auditoria combinada ou integrada pode trazer muitos benefícios para a sua organização, tais como: menores custos de certificação, menos interrupções para a organização, documentação reduzida, processos simplificados e objetivos mais consistentes através de vários sistemas.


1 comentário

Deixe a sua resposta