Dicas para evitar que os seus e-mails sejam eliminados

Como sucede com a tradicional correspondência através de cartas, também a correspondência electrónica desempenha um papel fundamental no sucesso, desenvolvimento e divulgação comercial dos produtos e serviços de uma empresa. Contudo, de forma muito semelhante à correspondência em papel, também os e-mails muitas vezes não chegam a ser lidos pelo seu destinatário, acabando por ir parar rapidamente ao “lixo” ao fim de apenas algumas palavras lidas. Em alguns casos, o próprio “assunto” desperta pouco interesse no leitor, não dando sequer hipótese a que o e-mail seja, inclusive, aberto.

Para que isso não aconteça com os e-mails da sua empresa, veja algumas recomendações do escritor e estrategista de vendas Jill Konrath, publicadas no portal norte-americano para empreendedores Inc.com, e saiba como escrever e-mails mais eficientes e que cativem o destinatário logo nas primeiras palavras.

Elimine o vocabulário que conduz ao “lixo”

Para garantir a atenção de quem lê o e-mail, veja-se livre de todo o tipo de vocabulário que induza o leitor a eliminar o seu e-mail. Palavras como “incrível”, “última palavra em”, “paixão”, “único”, “solução”, entre outras nas quais ninguém mais acredita, pois sabem que é demasiado bom para ser verdade, são absolutamente proibidas. Seja sincero, você acreditava?

Mantenha a mensagem clara e simples

O ideal é que o seu e-mail tenha um limite máximo de 90 palavras. Opte por usar parágrafos de duas linhas para que possam ser vistos com mais clareza e não cansem o leitor. Prefira usar negrito a cores, e nunca inclua mais que um link ou anexo. A mensagem transmitida precisa de primar pela clareza, não havendo espaço para significados que confundam ou cansem o destinatário.

Tenha em conta os objectivos do leitor

Para que o e-mail cative a atenção do leitor é necessário que este se identifique com a mensagem. Assegure-se de que a sua mensagem menciona um objetivo comercial, estratégia ou assunto importante para este. A relevância é fundamental e fará a diferença entre um e-mail lido ou deletado.

Concentre-se em prioridades imediatas

Identifique eventos comerciais importantes que possam ter impacto no seu potencial cliente, e consiga relacionar a mensagem que quer transmitir com estes. Exemplos podem ser: relocações, fusões, mudanças administrativas e logísticas ou até uma nova legislação.

Torne-se num recurso valioso

Nos seus e-mails, foque-se nas ideias e informações que você pode fornecer e que sejam valiosas tanto para si como para os seus potenciais clientes atingirem os seus próprios objectivos e expectativas. Mostre-lhes as vantagens de uma parceria nos negócios.

Pense em títulos apelativos para o “Assunto” do e-mail

É logo no assunto do seu e-mail que o leitor começa a decidir se a mensagem será lida ou não. Tente evitar a todo o custo clichês de venda e concentre-se em questões relevantes para o negócio ou o seu ramo de atuação.

Crie uma campanha

Planear uma campanha com número de envios e follow-up previamente estabelecidos de e-mail é fundamental para o seu sucesso. Inserindo o leitor nesta campanha irá criar um elo de ligação e interesse, ao mesmo tempo que fomenta um relacionamento comercial por meio dos seus e-mails. Lembre-se de mostrar ao leitor as vantagens em adquirir os produtos e serviços da empresa e forneça links para outros recursos interessantes.


Deixe a sua resposta