Defeitos numa entrevista de emprego

Uma entrevista de emprego é a altura em que temos a oportunidade de perceber três questões bastante importantes: a necessidade de nos vestirmos bem, ser educado e estar preparado.

Com estas três regras básicas, não há defeitos numa entrevista de emprego. Caso contrário, vai estar a cometer os maiores erros que poderão ocorrer numa entrevista.

Na verdade os defeitos numa entrevista de emprego, ou mesmo as fraquezas, são das perguntas mais comuns. Não há que ter medo, apenas se deve ser sincero e pensar em defeitos ou aspetos que sinta que tem de desenvolver.

 

 

Não caia em exageros

Não caia em exageros e seja honesto. Se alguma vez substituiu o seu chefe numa reunião de negócios e coloca no seu curriculum que tem experiência em recrutamento de clientes, não está a ser honesto. Saiba que não é caso único, pois todas as pessoas podem cometer exageros. O problema é se não conseguir responder a qualquer pergunta acerca dessa experiência na entrevista.

Este caso serve apenas para ressalvar a importância que tem dar uma vista de olhos no seu curriculum antes de o enviar. Aproveite para apagar items onde sente que exagerou. Aproveite, ainda, para praticar respostas que poderá precisar dar.

Faça o “trabalho de casa”

Um dos grandes defeitos numa entrevista de emprego é não ter qualquer conhecimento acerca da empresa a que se está a candidatar. Nunca vá a uma entrevista sem se preparar. Vá mais além de uma mera pesquisa genérica, pois se realmente quer esse emprego, há que conhecer a empresa, seus produtos ou serviços, a sua história. Ter conhecimento disto vai demonstrar que você é uma pessoa com iniciativa, mas também dedicada.

Reconheça as suas fraquezas

A toda a hora os entrevistadores ouvem pessoas dizer que são perfecionsitas e persistentes, pois é uma resposta muito comum. É que, mesmo que seja verdade, poderá revelar e ser tido como falta de sinceridade. São tidos como defeitos ambivalentes, pois têm um lado positivo e profissional bastante forte.

Um defeito que poderá ter pouco impacto é o de referir que é uma pessoa tímida ou faladora. É um defeito que é muito genérico, apesar de sincero. Por exemplo, para um contabilista ser tímido não é problema, mas para quem procura um emprego em relações públicas ou na área da comunicação, falar demais pode ser um defeito muito conveniente.

Por outro lado, demonstrar que é uma pessoa ansiosa ou que tem medo de falar em público pode ser bastante prejudicial.

Algumas dificuldades poderão ser consideradas como defeitos em certos tipos de emprego, como a dificuldade em lidar com objetivos ou com injustiças.

Sinceridade qb

Também existem defeitos que nunca deverão ser mencionados, nem sequer pensados, numa entrevista de emprego. A verdade é que se for sincero a 100% estará a correr o risco de não ser contratado.

Lembre-se de defeitos que possa ter e que em caso algum devem ser referidos, pois irão transmitir uma imagem pouco profissional como o ser irresponsável ou uma pessoa insegura.


1 comentário

  1. Luis Carlos Ortiz

Deixe a sua resposta