Dê Feedback para ajudar a sua Rede Marketing

Nem todos os feedbacks são útil. Um bom mentor reconhece isso e dá feedback no sentido de  ajudar os seus pupilos a adquirir visão para continuar a adquirir qualidades ou habilidades específicas.

Por exemplo, um bom mentor irá sempre pedir permissão para dar o seu feedback antes de fazer isso. Dar um feedback indesejado pode ser prejudicial para qualquer relacionamento mentor / pupilo.

Em vez disso, explicar em primeiro lugar o que você gostaria de discutir e destaque as vantagens de o fazer.

Dê Feedback correctamente a sua Rede Marketing

As pessoas tendem a rejeitar dar qualquer tipo de feedback, por medo ou por ferir ou ofender um amigo ou colega. Portanto, os indivíduos repetem erros e nunca melhoram o seu desempenho ou habilidades como eles estão cegos em relação ás suas falhas. Há uma forma de fornecer feedback construtivo, preservando o relacionamento.

Em primeiro lugar, estabelecer o direito de ser ouvido. As pessoas resistem a julgamentos desfavoráveis em relação a opiniões de indivíduos que não sabem ou confiam.

Elas têm que acreditar que você tem o melhor das intenções. Começa muito fácil, com os princípios comuns de construção de amizades.

Agarre numa preocupação activa do indivíduo. Ouça quando falam e seja útil sempre que concebível. Quando eles perceberem que não há conflito de poder ou uma tentativa de usar ou de abusar deles, os indivíduos serão abertos para o que você disser.

Certifique-se de que as suas observações são precisas. Se você for avaliar o desempenho de uma pessoa, você já analisou o indivíduo em situações suficientes para realmente poder oferecer uma opinião objectiva?

As análises ou julgamentos que são feitos a partir de um olhar casual não são bem recebidos. Tenha a certeza de que você observou o indivíduo em situações suficientess para detectar padrões uniformes antes de oferecer o julgamento desfavorável.

Fale sobre essas observações nas suas discussões para tranqüilizar o indivíduo que você fez as suas diligências.

Faça um prefácio das coisas negativas com aspectos positivos.

Se a primeira coisa a sair da sua boa for negativa ou for uma crítica, mesmo que as suas intensões sejam puras, isso ressoa com um choque para o sistema e as pessoas vão rapidamente colocar-se em defesa do que elas sentem como um ataque.

Comece por chamar a atenção a algumasqualidades positivas que você vê no seu carácter  ou na execução.

Desde que as suas observações sejam precisas e geniunas você irá aliviar qualquer stress que possa existir e abrir a porta para um diálogo bem recebido.

Concentre-se no comportamento, não no indivíduo

Os indivíduos tendem a fazer um julgamento pessoal desfavorável. Portanto, é realmente crucial que mesmo que você já tenha lançado as bases para um relacionamento sólido e solidário, você deve fazer com que eles compreendam que a sua crítica é baseada na sua acção e não sobre eles como pessoa.

Nunca diga: “Você foi horrível quando você fez a apresentação esta manhã.” Ao invés concentre-se  no que não funcionou bem na sua apresentação. “Se você pudesse trabalhar em manter mais contato visual com o público conseguirá  conectar-se melhor com a plateia.”

Seja especifico. O Feedback que é geral normalmente não é útil. Na ilustração acima, o contato visual foi nomeado como uma área específica que precisava de retificação.

Foi muito mais útil que um mero “Você precisa fazer uma melhor ligação com a platéia.” Quando você dá exemplos concretos e sugestões não restam dúvidas na mente da pessoa sobre o que é necessário melhorar.

Naturalmente nunca destaque um problema ou uma falha a menos que você também ofereça uma solução.

O acompanhamento é uma parte vital do processo.

Quando apontar as áreas que exigem desenvolvimento, verifique se o indivíduo tem melhorias. Quando você perceber essas melhorias elogie o indivíduo sobre as mudanças que você observou e recorde as situações em que você verificou alterações.


Deixe a sua resposta