Como negociar uma parceria estratégica

Graças ao grande desenvolvimento tecnológico que o nosso mundo tem sofrido ao logo dos tempos, a grande globalização dos mercados e o enorme aumento da agressividade concorrencial, uma grande quantidade de empresas realmente começaram a desenvolver uma série de diversos e variados métodos e estratégias com o objetivo de conseguir alcançar o tão desejado sucesso dentro dos seus negócios.

Apesar disso, as crescentes e desenvolvidas pressões em relação aos resultados financeiros existentes e à redução da duração dos ciclos de inovação dos produtos, que atualmente são produzidos no nosso mundo, deixaram a maioria dos gestores sem tempo e sem recursos suficientes para conseguir criar e desenvolver as competências internas, que acabam por ser extremamente importantes.

Alianças estratégicas

Mas afinal, o que são as parcerias estratégicas?

Basicamente são uma espécie de contratos, que normalmente, possuem uma duração mínima de 10 anos. É uma ligação que se baseia principalmente na igualdade e na partilha de competências e tem como objetivo criar uma desejada relação de confiança, que vai obedecer a uma estratégia comum.

Veja as fases que devem ser feitas durante uma implementação de parceria estratégia:

  • Fase 1: Definir todos os objetivos. Tal como o nome indica, todas as empresas devem realmente definir os seus objetivos e o que desejam com a existência da aliança, um exemplo é realmente aumentar o valor da empresa;
  •  Fase 2: Escolher os parceiros ideais. É completamente essencial que a empresa que procura os parceiros consiga assumir uma posição realmente proativa, que permita sondar quais são os parceiros perfeitos, estudar as vantagens e desvantagens e as opção que cada um poderá oferecer;
  • Fase 3: Definir todas as obrigações e direitos. Dentro desta fase, deve ser definido tudo o que cada um dos potenciais parceiros terá a ganhar ou oferecer se o acordo existir;
  •  Fase 4: Definir uma oportunidade. Conseguir qualificar e quantificar a oportunidade de negócio que a aliança poderá realmente criar e desenvolver é completamente importante para que exista o sucesso da negociação e implementação;
  • Fase 5: Conseguir prever o impacto sobre as pessoas. Nesta fase devem sempre identificar-se os impactos de uma aliança estratégia, não só nas empresas que estão envolvidas, mas também nas pessoas, que poderão ser investidores, empregados, fornecedores, etc;
  • Fase 6: Assumir todo o poder negocial. Nesta fase deverá ter em conta várias práticas para garantir que corra tudo bem;
  • Fase 7: Planear a integração. Isto também é bastante importante, e deve praticar várias práticas para que corra tudo bem;
  • Fase 8: Concretizar a aliança. Para realmente concretizar a parceria estratégica que tanto deseja deve ter em conta todos os desafios que ambas as empresas vão ter que enfrentar no futuro.

Deixe a sua resposta