Como evitar potenciais erros de recrutamento

A contratação de bons funcionários, de entre um número variado de candidatos a emprego, não é uma forma de arte apenas acessível a alguns especialistas como muitas pessoas pensam. Com recurso a alguns critérios e regras básicas é possível contratar o candidato ideal para a função, o qual certamente irá trazer inúmeros benefícios para a empresa. O objectivo fundamental é evitar potenciais erros de escolha que podem drenar rapidamente uma empresa dos seus recursos e moral.

O ideal é que faça um bom plano de recrutamento, com uma lista dos atributos que procura no candidato a emprego, que irá ocupar a vaga disponível, de forma a poder separar uma boa escolha de contratação de um potencial erro futuro. Crie este plano a pensar já no longo prazo ou no tempo que será necessário para a empresa recorrer ao trabalho do novo funcionário.

 

 

Em paralelo deve também elaborar uma lista com os “defeitos” que o vão ajudar a separar os bons candidatos dos restantes e que vão ajudar igualmente a evitar potenciais erros de recrutamento. Na entrevista de emprego aos candidatos deverá prestar atenção às respostas fornecidas por estes, pois podem evidenciar alguma insegurança ou incapacidade para desempenhar determinada função. Seguem-se alguns exemplos:

  • Inverdades – Já lá diz o ditado que “a mentira tem perna curta”. Preste especial atenção a situações e discrepâncias entre respostas, que claramente podem ser inventadas, pois não estão minimamente em sintonia com o profissional que está a ser avaliado. Qualquer candidato que minta no currículo e acerca da sua experiência profissional não deve ser tido em conta como potencial escolha, pois futuramente pode não ter as competências necessárias para levar a cabo a função.
  • Perfil não adequado à função –  Muitos candidatos enviam os seus currículos para todos os lados na esperança de conseguir um emprego. Tenha sempre o cuidado de avaliar se o candidato se encaixa na vaga e se tem a experiência necessária ou as competências para desempenhar a função, com o mínimo de produtividade que espera. O essencial é ter conhecimento desta área e dominar tecnicamente a função que irá desempenhar. Reveja a lista de atributos que procura no candidato para se focar no perfil pretendido.
  • Falta de iniciativa – Um candidato que seja demasiado lento a responder às suas perguntas e que demonstre falta de iniciativa pode revelar-se demasiado inseguro ou mal preparado, o que no futuro poderá traduzir-se num funcionário da empresa com iguais problemas e falta de produtividade. Preste também atenção ao aperto inicial de mão. Não há atitude que demonstre mais medo e falta de decisão do que um aperto de mão fraco. Lembre-se que um aperto de mão com firmeza demonstra segurança e confiança em si próprio.
  • Imprecisão –  “Ah, eu acho que…” e “Ah, não sei…”, são frases típicas de quem não tem muita certeza das coisas. É melhor evitar escolher candidatos a emprego que durante a entrevista respondam às perguntas com imprecisão, pois provavelmente também se vão tornar muito dependentes de ajuda alheia no exercício das suas funções na empresa. Uma resposta vaga só é perdoável se a pergunta for muito abrangente.

Deixe a sua resposta